turismo para todos

Sónia

Tempo de férias.

Tempo de descanso, sol, praia, piscina e programas para miúdos e graúdos.

Há programas que agradam tanto à pequenada como aos pais.

Há programas que os miúdos adoram, os pais nem tanto, mas lá alinham.

Há outros programas que os adultos escolhem, achando que são igualmente interessantes e divertidos para as crianças, mas nem sempre é assim…

Este verão fizemos férias no interior de Portugal.

39512494_899542116913638_6990496312932171776_n

Entre dias de muita piscina, lá fomos à aventura! Rumo a Bragança, para uma viagem ao passado!

Ao passar a Porta do Sol, entramos no recinto fortificado que rodeia a zona histórica da cidade e fomos logo transportados para o tempo medieval: uma melodia medieval, restaurantes tipicamente medievais, as muralhas e o castelo.

39442701_906259662902046_3514319271549206528_n

Entrar no castelo, visitar o museu da Torre de menagem e conhecer a Lenda da Torre da Princesa foram sem dúvida os momentos altos da nossa visita turística.

A Clara ficou mesmo feliz por entrar num castelo onde outrora tinha “vivido” uma princesa, mas também ficou algo desiludida por não ter conhecido em pessoa a Princesa Sofia (os pais de crianças pequenas saberão quem é!).

Tudo estava a correr bem, até que decidimos (nós adultos) dar umas voltas por entre as ruas medievais. Começaram as birras da mais pequena e o “Estou cansado!”, “Quando é que vamos embora?”, “Já vimos tudo?!”. E penso que poucos serão os pais que conseguem abstrair-se de tudo isso e deliciar-se com paisagens, passeios e monumentos.

De volta da nossa viagem, pensei em como tornar o turismo em algo mais cativante para as crianças. Um peddy-papper? Uma caça ao tesouro? Até que numa conversa me lembrei do Geocaching.

O Geocaching é como uma caça ao tesouro, na qual os geocachers procuram uma pequena caixa escondida que encontram através de coordenadas GPS. Existem inúmeras caixas escondidas por todo o mundo.

Esta pode ser uma excelente atividade ao ar livre para fazer com crianças, pelo prazer de combinar um simples passeio e o desafio de encontrar a caixa, ou até mesmo explorar uma nova cidade, combinando o turismo com uma “caça ao tesouro”.

Para nos iniciarmos ao Geocaching, lá fui com o Martim e a Clara para o castelo de Guimarães! E não descobrimos apenas uma caixa! Descobrimos 2 caixas!

Saltaram de alegria com as nossas descobertas!

Foi uma oportunidade para conversar sobre a história do D. Afonso Henriques e passear num sítio lindo e emblemático.

E de tão envolvidos que estavam no jogo, não se queixaram nem de cansaço, nem de andar.

Talvez essa possa ser uma forma mais cativante de pequenos e graúdos fazerem turismo.

Fica a dica!

 

Para saber mais sobre o Geocaching www.geocaching.pt

Siga-nos no Instagram @piratinhadossons

Sónia