acampar, ou talvez não!

Sónia

Já perceberam! Já cheira a férias!

Por agora só serão 4 dias. Mas serão 4 dias de férias! Férias para mudar de rotina, mudar de ambiente, mudar de ares…Vai ser bom para mim e para os piratas cá de casa (…que andam em grandes piratarias!!).

São as nossas mini-férias de verão e, por isso, decidimos que deveriam ser uns dias económicos. E qual foi a nossa ideia?! ACAMPAR!! Acampar a sério! Não no “conforto” de um bungalow! Mesmo numa tenda!

Uma tenda para os quatro!

A nossa primeira aventura de acampamento com os pequenos!

Ao ouvir falar de acampar, o Martim ficou entusiasmado com a ideia. Só não gostou de saber que seria por 3 noites! Pensou que seria apenas uma noite, só para experimentar e pronto! Mas, se formos, serão 3 noites…a não ser que as coisas não corram bem, claro! Porque acampar com um filho de 7 anos e uma pipoquita de 2 anos poderá ser engraçado mas também complicado. Para eles, mas mais ainda para os pais!

Na conversa, descobrimos que para o Martim acampar é sinónimo de tenda e marshmallows. “Mãe, vamos fazer uma fogueira! Temos de ter espetos e vamos assar aquelas gomas rosa!”. Um conceito estereotipado de acampar. Se formos, até poderei levar marshmallows, mas não garanto a fogueira! E, com esta experiência, espero que o Martim construa uma imagem mais autêntica de acampar.

Depois da conversa e do entusiasmo…foi tempo de pensar na logística…tenda, colchão, cobertor, lanternas, corda para estender as toalhas, e tanto mais! Banhos?! Refeições?!

Será que vamos?!

Já acampei algumas vezes mas sem filhos! Algumas ou muitas famílias já o terão feito. Mas nós nem sequer somos campistas e não estamos preparados. Nem temos tenda! Não temos nada para acampar. Que loucura!

Gostamos da ideia de acampar pela experiência que será para eles, pela vivência que recordarão. Eu teria adorado acampar com os meus pais! Vocês não?!

E, talvez por isso, vá mesmo acampar com a minha pequena família! Ou talvez não!

Sónia

Siga-nos no Instagram @piratinhadossons

Fonte da imagem: http://trilheiros.net/2015/02/25/10-motivos-para-acampar/